Relatórios

14/09/2016

Relatório de Visita Técnica ao Sistema de Transposição Orós-Lima Campos

A visita ao trecho compreendido pelo sistema de transposição Orós-Lima Campos, realizada no dia 16 de setembro de 2016, partiu de uma demanda da Comissão de Eventos Críticos do Comitê da Sub-Bacia Hidrográfica do Alto Jaguaribe, em sua segunda reunião, realizada no dia 13 de setembro de 2016. O objetivo principal foi identificar fatores que possam dificultar a transposição da água entre os açudes Orós e Lima Campos.

Foi realizada uma visita ao bombeamento na bacia hidráulica do açude Orós para a adutora que aduz a água até o canal de aproximação. No final deste canal encontra-se a torre de entrada do túnel, que finda com o início do riacho Cajazeiras, onde se encontra a Estação de Tratamento da CAGECE. Já no riacho Cajazeiras, no primeiro barramento do DNOCS – coordenada 502.027/9.298.234 – foi identificada uma saída de água por um canal lateral, sem função de usos observada, que deverá ser corrigida para evitar desperdícios de água . Outra consideração se refere à partição do riacho cajazeiras com o canal de Pedregulho – coordenada 501.809/9.297.889 – onde devem ser realizadas algumas ações como medições de vazões, instalação de comportas de madeira para controle da vazão e instalação de régua para monitoramento da vazão para que a água chegue a Pedregulho. Dando continuidade visitou-se um balneário – coordenada 502.027/9.297.013 – onde foi identificado um canal de derivação que alimenta algumas vazantes, no entanto, o canal apresentava-se sem uso, sendo necessária sua observação regular, com vistas a inibir novamente o desvio. Na ocasião foi, também, visitado o local onde se encontra o bombeamento da comunidade de Pedregulho, com coordenada 501.408/9.295.621 . Já na bacia hidráulica do açude Lima Campos, foi visitado um local chamado de Várzea – coordenada 502.146/9.295.593 – onde também existe um canal de derivação para alimentação de vazantes que deve ser desativado para possibilitar que a água desça no riacho Cajazeiras e chegue ao seu destino, o açude Lima Campos. O último local visitado, mais abaixo da Várzea, se chama Leque e fica no riacho Cajazeiras – coordenada 502.073/9.295.306 – onde se observou que a água está se espalhando em meandros, dificultando sua chegada ao açude Lima Campos.

Durante toda a visita a equipe técnica foi questionada por moradores e usuários da região, sobre a utilização da água liberada. Mediante o fato aconselha-se a realização de uma reunião informativa na região de Pedregulho, envolvendo as gerências regionais de Iguatu e Crato, a fim de socializar com a população as premissas da Alocação Negociada dos Vales Jaguaribe e Banabuiú 2016.2, assim como as prioridades de usos estabelecidas para a água transferida. Também verificou-se a necessidade de retificação de todo o riacho Cajazeiras, para que a água de transferência siga dentro da calha do rio, proporcionando maior eficiência da transferência dessa água ao espelho d’água do açude Lima Campos.

Participaram da visita: Mardonio Mapurunga, coordenador do núcleo operacional, Hewelânya Uchôa, coordenadora do núcleo de gestão, Isabel Cavalcante, analista de gestão e Gutemberg Fernandes, técnico de gestão, todos da COGERH de Iguatu e o Sr. Erivan Anastácio, membro do Comitê da Sub-Bacia Hidrográfica do Alto Jaguaribe e representante do DNOCS-Icó.

veja mais relatórios
logo
COGERH - Gerência da Bacia do Alto Jaguaribe Secretaria Executiva do CSBH Baixo Jaguaribe
logo
logo
Rua José Amaro 208 – Bugi. CEP 63501002- Iguatu/CE. (ver mapa)
Fone: (88) 3581.0800 / (85) 3195.0840
E-mail:
logo
© 2019